Grupo C – Análise



Inglaterra – Foi com a corda na garganta que os ingleses enfrentaram o último jogo. O adversário foi a Eslovénia (grande surpresa) e estavam obrigados a vencer. Passaram aos oitavos, é verdade, mas ainda não convenceram os adeptos com o seu futebol com poucas ideias. Destacaram-se Gerrard e Defoe;

EUA – Merecem a passagem à próxima fase. Foi a equipa que melhor jogou no grupo e nunca viraram a cara à luta. O golo de Donovan (grande destaque da equipa) em cima do final da partida deliciou todo o povo americano;

Eslovénia – Participaram pela primeira vez na fase final de um Campeonato do Mundo e quase que surpreendiam. Não praticam um futebol vistoso, mas partem com segurança para o ataque e revelam frieza no momento de marcar golo. Destaque da equipa é Birsa;

Argélia – Esperava mais desta equipa. Tiveram nos três jogos momentos de bom futebol, boas trocas de bola e bons remates. O que falta nesta equipa é “cabeça” : saber quando pausar o jogo ou pelo contrário aumentar o ritmo. Destaca-se o ala-esquerdo Belhadj (que bem que ele vinha para o Sporting…).

Resultados:

Inglaterra 1 – 1 EUA (Gerrard; Dempsey)

Argélia 0 – 1 Eslovénia (Koren)

Eslovénia 2 – 2 EUA (Birsa e Ljubijankic; Donovan e Bradley)

Inglaterra 0 – 0 Argélia

Eslovénia 0 - 1 Inglaterra (Defoe)

EUA 1 – 0 Argélia (Donovan)

Classificação Final:
1º EUA – 5 Pontos *
2º Inglaterra – 5 Pontos
3º Eslovénia – 4 Pontos
4º Argélia – 1 Ponto

*Os EUA passaram em primeiro do grupo por terem mais golos marcados que a Inglaterra


Quem foi o destaque do Grupo?

Comentários