Mais uma...Vergonha!



Mesmo durante a jogada, tive a sensação que Villa estava fora-de-jogo.
Pelos vistos não me enganei!...

PS: Portugal tem de se queixar de si próprio, mas aqui fica registado o erro de arbitragem.

Comentários

Anónimo disse…
Ó meu caro amigo... Vergonha!? Vergonha foi a nossa qualificação a empatar com Bósnias e etc's. Isto foi só a prova que quem devia ter passado era a Costa do Marfim. E não entenda isto como falta de patriotismo porque eu sei o que sofri a ver o jogo. Mas sejamos honestos... Neste caso, quase em linha, deixa-se seguir e mais nada. A Espanha deu uma lição de bom futebol. E nós não soubemos perder. Foi justo.

Cumprimentos e, isso sim, viva o Sporting que para o ano o título é nosso, pode escrever isto outra vez.

Ass: João Araújo Gomes sócio nº 44638
FábioM disse…
É verdade amigo a Espanha foi justa vencedora, e deu-nos uma lição trocando muito bola e nas transicões de ataque,no entanto o golo estava fora de jogo.
FICO contente por ver cada vez mais pessoas a comentar o blog,e ainda mais quando são sócios,espero que tenha razão quando diz que o titulo para o ano é nosso.
Volte sempre.
SL
JPDB disse…
Na minha opinião a real vergonha foram as opções do CQ, que condicionaram a prestação da seleção em todo o mundial.
Este fora-de-jogo é impossível de ver em tempo real. O fiscal de linha está bastante longe, com muitos jogadores à frente e, pode não ter visto o toque de calcanhar (pois do ângulo de visão dele pode parecer que a bola não é desviada).
Na minha opinião ainda bem que foi golo. É um golo que premeia uma excelente jogada de ataque colectivo e o estilo de jogo em que eu queria ver Portugal e, sobretudo, o Sporting a jogar, futebol apoiado e rápido.

A abordagem de Portugal ao jogo é o exemplo daquilo que não se deve fazer. Uma equipa sem identidade, sem espirito colectivo. Quando precisaram de correr atrás do resultado não tinham opções.
Assim, acho que foram bem castigados com a derrota.

Por fim, achei estranho numa equipa que está a perder, fazer uma substituição de trinco por trinco. Sai Pepe, entra Mendes. Isto só se explica porque Pepe ainda não aguenta 90 minutos. No entanto, isto é inexplicável, como é que numa eliminatória se lança um jogador, que não é insubstituível, que vai queimar uma substituição?

Em suma, apesar de querer que Portugal ganhe sempre, acho que até é melhor assim. O futebol agradável foi premiado, e assim devia ser sempre
FábioM disse…
Concordo Plenamente a 100% e por acaso também comentei aqui em casa como poderiamos fazer uma troca directa de trinco por trinco a perdermos, é verdade que Pepe ainda nao aguenta 90 minutos mas metia-se um avancado,pois estavamos a perder e a estratégia parece que foi nao sofrer mais golos e limitarmo nos a ve-los jogar.
Volte sempre
SL
CL6 disse…
Eu concordo plenamente que a Espanha dominou o jogo, mas que está fora-de- jogo está!

SL, Sporting Campeão 2010/2011