Mercado Leonino

Segundo o presidente do Génova, Miguel Veloso terça feira irá a Itália para assinar um contrato com o Génova.


Liedson terá se desentendido com Paulo Sérgio e no final  não agradeceu batendo palmas ao público, o jogador terá ficado insatisfeito por não ter entrado.

Drenthe segundo a imprensa Italiana e o CM parece estar cada vez mais perto do Sporting.

Fala-se em que Zapater não quer vir para Portugal, e á rumores que Diego Ângelo poderá ingressar no Sporting no "negócio Veloso".

PS:Pedimos paciência por o blog não estar a ser actualizado como habitualmente, no entanto entre o dia 1/2 vamos voltar ao normal e melhorando muita coisa e também o formato, e design do blog.
Obrigado

Comentários

Anónimo disse…
Fábio, desculpa mas não pode passar em claro o mau uso que dás ao português no texto deste post.

Erros mais flagrantes.

1) "Liedson terá se desentendido"; a forma correcta é "Liedson ter-se-á desentendido";

2) "Fala-se em que"; substituir por "Fala-se que";

3) "e á rumores que"; só neste pequeno trecho há dois erros flagrantes - "e há rumores de que" é a forma certa.

Quem quer elaborar e publicar ideias em português não o pode maltratar tanto.

SL
Fábio disse…
Boas..
Na primeira acho que tem razão.
Na segunda parece-me implicância, pois a forma que escrevi também é correcta e por 3 sempre disse desde o inicio que a maneira de colocar "á" "à" ou "há" era uma grande dificuldade minha
Obrigado.
SL
Anónimo disse…
Não Fábio, não é implicância. Alguns esclarecimentos.

Separo a explicação em duas partes.

Em primeiro lugar, quando está em causa o uso da preposição "a" contraída com o artigo definido "a", nunca o acento é agudo é sempre grave. Quer isto dizer que em caso nenhum se grafa "á", é sempre "à".

Exemplo de um caso de recurso à contracção em questão. Em vez de escrevermos "ontem fui a a escola" notamos "ontem fui à escola".

Em segundo lugar, o vocábulo "há" é uma forma do presente do indicativo (3.ª pessoa do singular) do verbo haver, não sendo obviamente intermutável com o seu homófono "à".

Na dúvida de que se trate da forma verbal ou da contracção da proposição "a" com o artigo definido "a", pode-se recorrer a um verbo com significado próximo ao de "haver", por exemplo "existir".

Na tua frase resultaria assim "existem rumores de que..." Isso permite-te apurar que o que estás a utilizar é a 3ª pessoa do singular do presente do indicativo do verbo "haver" e que por isso deves grafar "há rumores de que..."

O facto de ser um erro muito comum não o torna menos grave. Podes superá-lo recorrendo ao expediente que aqui te apresentei. Sempre que, na frase que elaboraste, possas substituir "há" por "existe" ou "existem" (conforme os casos) então deves grafar "há" e nunca "à".

Espero ter-te ajudado a resolver a dificuldade que mencionas.

SL
Fábio disse…
Boas e muito obrigado por me ter esclarecido acho que entendi.
SL
Volte sempre e Obrigado.
Fábio disse…
Boas e muito obrigado por me ter esclarecido acho que entendi.
SL
Volte sempre e Obrigado.
Anónimo disse…
epá...sem comentários...espero que tenha sido tão bom para vocês como foi para mim....haja paciência