O estranho caso de Matías...



O assunto que abordo neste post, é, na minha opinião, um dos maiores problemas que os responsáveis do nosso clube têm em mãos, no que diz respeito aos activos do plantel leonino.
O investimento que José Eduardo Bettencourt realizou no início da época passada em Matías Fernandéz, foi, aproximadamente, 4 milhões de euros.
Dinheiro esse que parece sempre ser demasiado, quando se vê actuar o chileno com a nossa camisola. O actual presidente demissionário, afirmou mesmo, por ocasião da apresentação de Matías, que "as expectativas em relação a ele, eram elevadas, e que o clube tinha investido muita"massa" no jogador"...
O talento é evidente, o camisola 14 tem uma técnica acima da média, tem pormenores de grande classe, e essas foram algumas das características que lhe valeram, em 2006, o título de melhor jogador sul-americano.
Mas as exibições de Matías, no Sporting, têm sido, invariavelmente, desastrosas, e o jogador nunca aproveitou as oportunidades que lhe foram concedidas pelos três técnicos que já conheceu em Alvalade. Era um jogador no qual os sportinguistas depositavam muita confiança... chegou rotulado de craque, mas a verdade, é que após ano e meio em Portugal, é muito difícil, senão mesmo impossível, recordar um jogo em que tenha sido realmente decisivo... A habilidade do médio formado no Colo-Colo, é reconhecida, inclusivamente, no país vizinho, onde o camisola 14 goza ainda de excelente reputação, mas "Matigol" parece absolutamente inadaptado ao futebol europeu, daí que o retorno ao investimento realizado na compra do seu passe, esteja em risco de não ser realizado. Apesar da já referida técnica que possui, o jogador, de 24 anos, parece sempre inconsequente em lances de ataque, e a defender, que não é propriamente a sua área, já se sabe que é pouco mais que uma nulidade. Esta época o jogador tem estado algum tempo lesionado, mas o nosso técnico, Paulo Sérgio, parece pouco contar com o ex-Villareal, dando primazia a outros jogadores para fazer a posição de organizador de jogo.
Qual a melhor solução? A venda de Matías, parece algo improvável, pois devido à pouca utilização que tem tido esta época, não me parece que haja algum clube que apresente uma proposta nesse sentido. Sendo assim, um empréstimo, com um valor de opção de compra fixado, a um clube de segunda linha europeia, seria a melhor opção, para que o internacional chileno, possa jogar mais minutos, e tentar, de facto, impor o seu futebol.

Qual a vossa opinião em relação ao desempenho do camisola 14, durante uma época e meia, com a nossa camisola? Qual o seu real valor de mercado? E, por fim, será Matiás Fernandéz, apenas mais um "flop" desta direcção que está prestes a cessar funções em Alvalade?

Comentários

Anónimo disse…
Com o Paulo Bento Matias jogava sempre e decidia jogos como contra o Maritimo, Rio Ave, Setubal (onde fez passe magistral a Liedson) e para não falar dos jogos contra a Fiorentina.
Agora reparem. Além de Pedro Mendes que jogador mostrou serviço??? NENHUM!!!! Ninguém foi nem pior nem melhor que Matias. Tragam um treinador a sério que verão o que ele é capaz!!!!
Anónimo disse…
Acho que o esquema que o SCP tem de momento com dois pivots defensivos é o que melhor serviria ao Matias. Tendo ele dois gajos a defender atrás dele, dá-lhe espaço e tempo para fazer o que melhor sabe. Infelizmente, poucas vezes jogou no SCP com este esquema (não quero dizer nenhumas, pois não me lembro).

Infelizmente tem estado lesionado, e Valdés tem mostrado grande apetência (e melhor condição física) para o lugar. Ainda é novo, e tem espaço no plantel desde que também tenha um bom treinador que, das duas, uma: ou o ponha inserido num esquema (não necessariamente táctico, mas p.e. estilo de jogo colectivo) que o favoreça ou o consiga evoluir para retirar dele um melhor rendimento.

Lembro-me de o ver no estádio no jogo contra o SLB, e irritou-me profundamente a sua letargia em campo. Raramente se desmarcava, perdeu inúmeras bolas, não dava o corpo ao manifesto. Isto pode ser tanto culpa dele como do treinador e, dado que desde que chegou o plantel tem tido das suas piores épocas (pelo menos do passado recente), não ajuda a avaliar o seu potencial rendimento.

É claramente um jogador com qualidades (demonstradas a espaços e não raras vezes inconsequentemente) e que apenas um bom treinador poderá evitar a desvalorização de um activo que foi caro ao clube, para que este corresponda em campo o dinheiro que valeu. Espero que daqui por um ou dois anos digamos que o Matias foi barato tendo em conta a qualidade que (espero eu, no futuro) irá mostrar.

Cumprimentos,
HC Marx
Anónimo disse…
concordo com o 1o comentario o matias com o PB jogava muito mesmo decidia jogo ele preciso de 1 treinador experiente que aposte nele estou a imaginar Matias e Valdes no nosso meio campo mas bruno gama e djalma a extremos 1 bom Av izmailov reintegrado e dificil mas ainda e possivel ja que provalvelmente costinha ps e couceiro vao sair do Scp meu deus que equipa que teriamos
Ricardo disse…
Que tem talento tem, isso vê-se quando ele toca na bola. As coisas é que teimam em não lhe sair bem, infelizmente pro Sporting...
Esperemos que fique e que aquando da entrada de um novo treinador este o potencie pra ser um grande jogador no Sporting.
Cumps