Costinha parte a louça !


Infelizmente, não pude assistir à entrevista, mas, pelo que já li, Costinha foi explosivo no que diz respeito à situação actual (e futura) do Sporting.

[Couceiro]

«Conheço o José Couceiro há muito tempo e trata-se de uma excelente pessoa. Mas José Couceiro vai resolver aquilo que eu resolvi, ou seja nada. Os meus poderes passaram a ser muito mais reduzidos. Mas para mim não é questão para deixar de trabalhar. Ninguém ganha nada sozinho. Só no ténis»

[Mercado]

«Encontraram as mesmas dificuldades que encontrei. O que tentou já o Sporting também tinha tentado, não foi novidade nenhuma. Djalma? Curiosamente, apareceu agora no F.C. Porto»

[Trezeguet]

«O Benfica ou o F.C. Porto querem comprar alguém e compram. O Sporting quer comprar alguém e não pode comprar. Na pré-temporada, por um valor um pouco acima dos 100 mil euros, não consegui comprar o Trezeguet. Preferiu ir para o Hércules»

[Moutinho]

«O João [Moutinho] não teve um comportamento muito digno. O F.C. Porto foi, de longe, a equipa que nos deu mais dinheiro por ele. E ainda nos deu um excelente central [Nuno André Coelho]. Quando cheguei ao Sporting, em Março, conversei com o João, disse-lhe que queríamos iniciar uma nova era no Sporting e que ele, como capitão, seria peça essencial. Ele respondeu-me: «Ok, mas eu quero sair».»

[Saída de Liedson]

«Eu não decidi a saída do Liedson. Soube do negócio só na parte final. Foi um negócio vantajoso a nível financeiro mas a nível desportivo o Sporting fica a perder. Foi um negócio ruinoso. O Liedson saiu e não entrou ninguém. Se o Sporting precisa de um ponta-de-lança, não entendo porque Liedson saiu. Na minha opinião, o Sporting ainda tem alguma coisa a ganhar, e perdemos prestígio. A decisão partiu da administração do clube. Decidiram que era um bom negócio. O Paulo Sérgio também soube na mesma altura que eu. Atualmente, tudo o que corre mal no Sporting, o responsável é o Costinha e o Paulo Sérgio.»

[Izmailov]

«Não tenho nada contra Izmailov. Não sou médico. É um grande jogador mas há regras a cumprir.»

[Imprensa]

«Quando se fala do Sporting, tudo é questionável, ao contrário do que se sucede nos outros clubes. Podemos não ganhar nada, mas tem que haver respeito e, nesta altura, há pouco respeito pela instituição do Sporting, que é o clube que amo!»

[Maniche]

«A minha cruz é o Maniche, por ele ser meu amigo. Ele veio para o Sporting com 33 anos, mas com quantos anos vieram jogadores como Fernando Gomes, Luisinho, Skhuravy, Carlos Manuel? Todos eram grandes jogadores. O que é preciso é dissociar a amizade da qualidade. O Maniche teve o aval do treinador, não foi imposto por ninguém. Ele até tinha outras propostas, onde iria ganhar mais do que no Sporting. Mas veio porque o Sporting é o clube do coração dele. É melhor carregar a cruz de um campeão do qualquer outra cruz.»

[Torsiglieri]

«Foi dito que ele custou 3,4 milhões de euros, mas a verdade é que foi metade deste valor. Tem cumprido o que esperamos dele e também precisa ter um tempo de progressão. Mas ninguém fala de um jogador que assinou por quatro anos por um clube que comprou apenas 50 por cento do passe. O Torsiglieira não é titular? Otamendi também não é titular no Porto. Mas é assim. É fácil atacar o Sporting e ninguém faz nada. Ficam impávidos e serenos a assistir.»

[Dificuldade Económicas]

«Há uma barreira financeira, que é importante. Toda a gente quer que façamos com tostões uma equipa de milhões. A verdade é que gastámos oito milhões e os nossos rivais gastaram 30 milhões. O Porto gastou em três [jogadores] o que gastamos em um.»

[Eleições]

«É preciso haver um projeto sólido, para mudar aquilo que se quer para o Sporting. Trabalhar pelo título, para ter os adeptos junto da equipa. Não se pode adiar aquilo que é inadiável.»

Comentários

Precisamos de obra, estamos fartos de tretas,de jornais tendenciosos, de empresários gananciosos, e de meninos vaidosos.
jogadores , directores, treinadores que ligam mais a moda que a futebol não interessam.
estranjeiros, todo bem mas nunca mais que dois do mesmo país, caso contrários aparece sempre uma panélinha e depois é o que se sabe.
o 31 foi para casa é era na verdade uma mais valia, mas muito birrento, conflituoso, e pior ganhava demasiado.
ninguém gosta de trabalhar, no mesmo trabalho, a comprir o mesmo horário e ganhar uma quinta parte...
m13 disse…
1º-Costinha admite que veio para o Sporting para não resolver nada...

2º-Confirma-se o baixo poder económico do clube em relação aos outros;

3º-Não pegaram no Trezeguet por 100mil? Mas esta gente é burra? Esta época ele iria-nos render isso e muito mais...

4º-Diga-se de passagem que o Moutinho foi um pouco 'porco'. Mas tudo bem, é melhor assim do que arrastar-se a época toda ou fazer birras (este será mesmo para esquecer);

5º-A direcção decidiu a saida do Liedson (pois claro, o que lhes interessa é o dinheiro, desportivamente só desgraçam o clube: -que venha a mudança rápido)

6º-O caso do Izmailov é uma treta. Não pode haver este tipo de birras e de lutas de poder. Quem manda aqui é o Sporting e o que é melhor para o clube. Agora temos um bom jogador que não rende desportivamente nem financeiramente porque não joga. A equipa médica é outra que tem 'papo para mangas'...

7º-É verdade isso da impressa, mas também não vejo o Costinha a fazer muito contra isso...

8º-Agora são todos Sportinguistas desde pequeninos, e só querem ajudar o clube. Um conselho: olhem para os resultados e digam-me em quê é que estão fazendo isso??

9º-Para este tipo de jogadores que vêm de um campeonato muito diferente devia ser dado um ano como tempo de progressão, nada mais, por isso concordo em esperarmos para ver.

10º-O dinheiro não é tudo, de facto temos equipa para estar muito perto do nível dos outros 2 mas a motivação está muito perto dos 0%.


Nota final: O Costinha parece-me ser um bom rapaz, bem intensionado e tal... Gostava de o ver junto de uma direcção diferente. Se arrebitar, tudo bem, se não, agradeço que saia.
m13 disse…
1º-Costinha admite que veio para o Sporting para não resolver nada...

2º-Confirma-se o baixo poder económico do clube em relação aos outros;

3º-Não pegaram no Trezeguet por 100mil? Mas esta gente é burra? Esta época ele iria-nos render isso e muito mais...

4º-Diga-se de passagem que o Moutinho foi um pouco 'porco'. Mas tudo bem, é melhor assim do que arrastar-se a época toda ou fazer birras (este será mesmo para esquecer);

5º-A direcção decidiu a saida do Liedson (pois claro, o que lhes interessa é o dinheiro, desportivamente só desgraçam o clube: -que venha a mudança rápido)

6º-O caso do Izmailov é uma treta. Não pode haver este tipo de birras e de lutas de poder. Quem manda aqui é o Sporting e o que é melhor para o clube. Agora temos um bom jogador que não rende desportivamente nem financeiramente porque não joga. A equipa médica é outra que tem 'papo para mangas'...

7º-É verdade isso da impressa, mas também não vejo o Costinha a fazer muito contra isso...

8º-Agora são todos Sportinguistas desde pequeninos, e só querem ajudar o clube. Um conselho: olhem para os resultados e digam-me em quê é que estão fazendo isso??

9º-Para este tipo de jogadores que vêm de um campeonato muito diferente devia ser dado um ano como tempo de progressão, nada mais, por isso concordo em esperarmos para ver.

10º-O dinheiro não é tudo, de facto temos equipa para estar muito perto do nível dos outros 2 mas a motivação está muito perto dos 0%.


Nota final: O Costinha parece-me ser um bom rapaz, bem intensionado e tal... Gostava de o ver junto de uma direcção diferente. Se arrebitar, tudo bem, se não, agradeço que saia.
Anónimo disse…
Este candidato (Bruno Carvalho), tem surpreendido pela positiva, e ao contrário do Braz da Silva, este já tem um projecto consolidado e apresentado.

Eis o link do seu projecto:

http://www.porumsportingsemcomplexos.com/programaEleitoralBrunoCarvalho.pdf

SL
Nuno disse…
O Francisco Costa só disse verdades. MAs costumasse dize que as verdades doem.

Mas um aparte, como é que é possível, que no Porto só fala o Pinto da Costa.
Se Paulo Sérgio e Costinha fossem homens suficientemente dignos, demitiam-se. Os dois. Se não estão de acordo, se se sentem impotentes, vão-se embora!