Novo modo de escrita!

Abordando um tema menos importante, do que os que temos falado recentemente, informamos que adoptamos um novo tema de escrita. Colocamos uma sondagem recentemente, em que questionavamos, se preferiam ver os textos do blog, centrados ou justificados e a esmagadora maioria votou na 2ª opção, algo que sinceramente não é do meu agrado, mas por respeito a todos, comecarei a adoptar.

Mais uma prova que o MercadoLeonino é um dos blog's mais fiéis e atenciosos aos seus leitores!

Comentários

Don disse…
o votado foi justificado e não alinhado à esquerda .
Anónimo disse…
agora é mudarem o vosso cabeçalho!
Luis Bento disse…
realmente não sei o que interessa este post, e para mim estava melhor como estava, mas se a maioria dos vossos leitores assim o prefere axo ke fazem bem
José C. Ribeiro disse…
Caros Amigos,

Ainda bem que venceram as regras estabelecidas e que se ensinam nas escolas; ninguém escreve com texto centralizado não um único jornal português, europeu ou mundial, ou blog profissional que o faça. Porquê ? porque são feitos por profissionais e os profissionais estudaram as regras e aplicam-nas. Isto não nada a ver com o gosto. de facto há aplicação para texto centralizado, mas são poucas as situações, talvez nalgum anuncio de impressa, um título de uma revista, mas nunca num texto para ser lido e compreendido. E a propósito digo que escrever para Internet tem regras muito especificas; não o mesmo que escrever uma carta ou um mensagem;mas são contas de outro rosário que por ora não interessem muito. ser lido.
Fiquei satisfeito pela decisão da direcção do blogue, até julgo ter sido eu o primeiro a levantar a questão do texto centralizado num mail enviado recentemente do qual recebi uma resposta que estava bem e assim ficava; não me apercebi da sondagem. Ok! agora tudo bem... Mas o mais importante de um blog desta natureza é a sua permanente actualização e a credibilidade dos seus post. É nisso que devem apostar mas também ter a janela ouporta sempre aberta para receber ideais e sugestões.
saudações Leoninas,
José C. Ribeiro