O Sporting está (quase) de volta !

Não vou ser hipócrita, ontem sai do estádio com o coração aos pulos e com as palmas das mãos gastas de tanto incentivar/homenagear os nossos jogadores. É verdade que estamos a atravessar uma excelente fase, com jogadores, dirigentes e adeptos a revelarem uma simbiose ao nível de uma equipa campeã, mas ainda não me sinto completamente tranquilo no que à regularidade diz respeito. Pensei para mim mesmo que se ganhássemos no Sábado, seriamos realmente candidatos ao título. A equipa cumpriu e entusiasmou os adeptos, mas pergunto, e quando as coisas não correrem bem? Vamos cair em nova depressão, tal como no pós-Valência?

Um exemplo flagrante desta esquizofrenia leonina é o tratamento dado pelos adeptos a Rui Patricio. Quando acertava um passe era aplaudido, mas ao mínimo erro foi assobiado. Das duas uma, ou se aplaude ou se está quieto. Bater palmas a um guarda-redes por um simples passe para um central é igual a dar um rebuçado a um miúdo depois de fazer os trabalhos da escola.

Sejamos adeptos a sério, que não subam ao céu nem desçam ao inferno em apenas um jogo. Coerência tem de ser a palavra de ordem desta nova era, temos razões para acreditar em títulos, ainda para mais quando vejo jogadores como Onyewu, Schaars e Wolfwinkel, que foram completamente “queimados” por adeptos e imprensa, a assumirem-se agora como esteios da armada de Domingos.

Palavra para a Juventude Leonina, que esteve incasável no apoio à equipa, bem como as outras claques. Tochadas, cânticos do último título, novos cânticos de incentivo para os jogadores, enfim, uma noite em grande. Quando saí do estádio ainda se ouvia “Até morrer, Sporting Alezz”

Comentários

m13 disse…
Apesar de tudo, o Onyewu é algo que não tinhamos há anos! É mesmo um grande jogador que com o passar do tempo se vai afirmando no jogo aéreo mas também nas jogadas corridas.

Um jogador que já está a mostrar a ponta do iceberg do grande jogador que é, é o Elias. Que todo-o-terreno. Estávamos mesmo a precisar de um médio box-to-box como este!

Ricky parecia um Saleiro holandês mas acho que a diferença é que este tem coração, está motivado e marca golos! E a confiança cresce facilmente nele.

Quanto a Rui Patricio, acho que o problema é a ainda falta de comunicação com os novos centrais. Acho que esse entendimento ainda vai chegar porque os 'sustos' acontecem em lances de desentendimento entre ele e os centrais!
Leão 77 disse…
Excelente post! E venham mais destes!