De quem é a culpa?


Li aqui há uns tempos num jornal desportivo que umas das causas que explica o súbito baixar de rendimento da equipa do Sporting tem a haver com as constantes lesões e consequente incapacidade de criar uma base sólida no onze inicial e até na convocatória. Desde o inicio da temporada que fiquei de pé atrás com algumas contratações derivado do seu histórico de lesões, nomeadamente Jeffren, Rodriguez, Bojinov e Luís Aguiar, aos quais junto Izmailov (ainda estou para perceber como alguns passaram nos testes médicos). Jogadores de risco necessitariam de acompanhamento eficaz e específico, sendo necessário elaborar planos de trabalho diferentes e individuais para os atletas, de forma a encontrar a maneira mais adequada de trabalhar por parte de cada jogador.

Este ano chegou um novo departamento médico, sem experiência mas com um bom currículo em termos sociais. Não acompanho o dia-a-dia interno do clube, pelo que não conheço a real valia dos elementos do departamento nem se têm desempenhado positivamente as suas funções. Contudo, e apesar das várias lesões de jogo (por exemplo a de Rinaudo e Onyewu), os jogadores leoninos têm sido perseguidos por constantes lesões musculares, sendo em alguns casos justificado por lesões crónicas, sendo que para outros não existe justificação. Preparação deficiente do modelo de treino? Cargas elevadas de preparação física? Um tema a rever para a próxima temporada, começando pela análise do historial de lesões dos alvos de mercado.


Comentários