Relatório de Contas


Numa análise geral do relatório de contas detetei vários pontos que deixam qualquer sportinguista preocupado, principalmente no seu resultado final: 45 milhões de prejuízo, número semelhante à perda do ano anterior. Em dois anos tivemos quase 100 milhões de prejuízo, dos quais resultaram ZERO TÍTULOS e vendas que, em conjunto NÃO CHEGARAM aos 10 milhões. Porém, algumas informações foram “estranhas”…


1. Ordenado de Luís Duque

Muito sinceramente, ainda não percebi qual o cargo específico deste senhor no Sporting. Está sentado no banco, tem o nome na ficha de jogo, gere por alto os movimentos de mercado, e mais? Que faz ele para merecer quase 200 mil/ano? Não vou associar a este comentário o seu recente caso judicial, mas vou fazer minhas as palavras de Rui Calafate:

«Luís Duque voltou com a aura de vencedor de campeonato e de ter influência junto dos poderes ocultos do futebol. Duque, efetivamente tem peso, mas, hoje em dia, apenas o seu peso natural, pois não tem qualquer influência na federação - que nem apoiou - nem na arbitragem. Por isso, neste caso, não fará falta. A sua aura de vencedor, apesar de uma ida á meia-final da Liga Europa, fica marcada neste regresso a Alvalade por um 4º lugar e por uma derrota humilhante na final da Taça. E com um investimento de mais de 30 milhões e com o seu salário mensal de mais de 20 mil euros mês.»


2. Comissões

Só no verão passado e no mercado de inverno foram gastos, no total, mais de 13 milhões de euros em comissões de transferências. São mencionados no relatório alguns dos parceiros de transação, mas chamou-me à atenção uma secção designada “outros”. Gostava de saber quem são esses “outros” que amealharam 3 milhões de euros…


3. Venda de Juniores

João Carlos saiu em Janeiro para o Liverpool, Agostinho Cá e Edgar Ié em Julho para o Barcelona. O que têm em comum? Não se sabe por quando saíram, apenas “se falou” de 1 milhão por João Carlos e 3,5 milhões pelos outros dois jovens. Mas será que Insua e Jeffren já foram pagos?

Comentários

Anónimo disse…
Quem comprou as percentagens dos passes de Rui Patricio(30%), Cedric(70%), Insua(50%), Arias(70%), Schaars(25%), André Santos(25%), Boeck(10%), Rubio(10%), André MArtins(5%) e Capel(5%)? E quanto pagaram os fundos Quality Football por partes de passes do Schaars(37,5%), Rubio(40%) e Rinaudo(50%)?
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/sport/sporting/passes-ficam-na-mao-de-desconhecidos
Midas disse…
Foda-se como é que um gajo tem um blog e fala à toa, a toda a hora.... Devias ler o que escreves e informares te primeiro, Sportinguista da merda queres é minar o Sporting... Tanta merda escrita num so post..... ah e o Duque ganhou 200 mil ao ano e não ao mês