Um olhar sobre o próximo adversário


É amanhã o dia. Provavelmente, o mais importante da época, não só para o Sporting, mas principalmente para a estrutura técnica do Sporting. Um deslize frente aos escoceses provoca automaticamente a saída de Paulo Sérgio do Sporting, no máximo, até à data das eleições.

Voltando ao jogo em si, podemos esperar um Rangers a jogar ao contra-ataque, aproveitando a inteligência dos seus médios e a velocidade de Weiss, de longe o melhor jogador desta equipa. As debilidades da equipa escocesa são evidentes, especialmente quando a equipa adversária exerce uma pressão alta sobre a defesa, que leva a esta a despachar (literalmente) o esférico. Outro factor a explorar é a falta de velocidade de Weir, central já quarentão, que, tal como se viu no jogo da primeira mão, tem um golpe de rins desapropriado para um jogador profissional. Contudo, são muito fortes nas bolas paradas, o que é um factor muitas vezes determinante no futebol. Ainda para mais, devemos ter das piores defesas de bolas paradas a nível europeu…

Não nos vamos desculpar com nada, se queremos ser os melhores, temos de jogar com as nossas limitações, e fazer delas motivações.

Onze provável: Patrício; J. Pereira; Torsiglieri; Polga; Evaldo; Pedro Mendes; André Santos; Matias; Yannick; Salomão; Postiga

Dublin? Sim, Acredito!

Comentários

Tiago disse…
De momento é o melhor 11 que podemos apresentar. E se libertar-mos o matias como no jogo contra o Benfica e tivermos sorte e felicidade na finalização vencemos o jogo!!! Contra os lampioes apenas tivemos azar!! Força Sporting!!