Palavra de Leão (por Brunix)

O que ainda falta, ou melhor, aquilo que eu acho que Domingos já percebeu, mas não sei se Duque e Freitas conseguirão resolver:

  • Um central com mais de 1,86m com bom sentido posicional, rápido e que marque 2/3 golos por época. Havendo dinheiro apostaria em Geromel mas para tal teria que se vender Carriço.
  • Um trinco com mais de 1,85m, possante, que ajude os centrais e que marque alguns golos (com bom jogo aéreo para aparecerem nos cantos, livres). Leroy Fer prestes a assinar pelo Twente, jogador com mais um ano de contrato, à imagem de Witsel, destaca-se pelo poderio físico e por marcar alguns golos.
  • Um ponta de lança matador, que marque 12/15 golos (no mínimo) e que jogue bem de costas, para ganhar faltas à entrada da área e segurar os centrais. A tarefa mais difícil: Bendtner muito caro (e corre-se o risco de lhe colocar demasiada pressão pelo preço proibitivo); mas Amauri, Trezeguet ou Zigic não seriam fundamentais para se aproveitar
    o jogo pelas alas?
  • Agora que Domingos já percebeu que necessita de um grande trinco (porque Rinaudo não irá aguentar este ritmo toda a temporada e os cartões afastá-lo-ão de alguns jogos) e de um matador, cabe à Direcção solucionar estes problemas. Provavelmente, necessitará de vender: Djaló (não renovando por mim ia já), Carriço se não for para jogar é melhor vender antes que desvalorize, e se vier matador para jogar em 4-3-3 despacha-se Postiga que continua a revelar-se demasiado perdulário.

Comentários

Nuno Ferreira disse…
Eu sempre achei que o Carriço dava um bom trinco, precisa apenas de ganhar rotina nessa posição, visto que ele nunca vai conseguir ser um bom central. Com essa adaptação do Carriço precisávamos só de um central alto e rápido e de um ponta de lança, que para mim poderia ser o Trezeguet, que está sem clube.
Anónimo disse…
Nenhum desses jogadores irá sair.

Na minha opinião apenas despachava Postiga e comprava (ou pedia emprestado) um 'velho' goleador, tipo Trezeguet (só para esta época, não era para valorizar mas para concretizar!)...

De resto acho que com o tempo chegamos lá.
Nando disse…
Um central com mais de 1,86m com bom sentido posicional, rápido e que marque 2/3 golos por época.

O Mercado Leonino faz a sua aposta no Geromel, eu faço a minha no Sebastien Coates, jogador que ainda se encontra livre, e cujo os 5,5 milhões de € pedidos pelo passe dele, fazem-no mais barato que o Geromel e, ainda por cima, é mais jogador.

Um trinco com mais de 1,85m, possante, que ajude os centrais e que marque alguns golos (com bom jogo aéreo para aparecerem nos cantos, livres).

Bem, a minha aposta aqui recaia sobre o Petrovic mas, como este jogador foi recentemente vendido, deixou de fazer sentido continuar apostar nele.
Neste caso, também me possa virar-me para o Leroy Fer.

Um ponta de lança matador, que marque 12/15 golos (no mínimo) e que jogue bem de costas, para ganhar faltas à entrada da área e segurar os centrais.

Concordo com os nomes do Amauri, Trezeguet e Zigic, e aproveito para acrescentar o do Funes Mori.

Quanto a dispensas, não se pode nem se deve referir-se só jogadores portugueses porque temos as novas regras da UEFA para serem cumpridas. Neste caso, e se tivesse que dispensar um central, o meu voto ia para o Polga sempre era uma troca por troca de estrangeiros, depois para a entrada do trinco e do ponta de lança, já dispensava para empréstimo um português neste caso o André Martins e emprestava também o Arias (que me parece ser um valor muito seguro) por uma época mas que ficasse num clube da Liga.

Agora a venda de Carriço só pode ser possivel caso o seu lugar venha a ser ocupado por exemplo pelo Nuno Reis (grande Mundial que está a fazer) ou Pedro Mendes, nunca descurando algum que venha da formação (Tiago Ilori).

Quanto a Djaló o mesmo se aplica ao que foi dito sobre o Carriço mas, como é óbvio, os nomes são outros.