Dá gosto de ver!



Como sempre, é com muito prazer que escrevo hoje para os leões que nos acompanham mas, os tempos que a nossa família verde-e-branca vive, são indubitavelmente de grande satisfação para todos nós o que me alegra ainda mais do que o normal.

Pegando nas palavras do nosso guarda-redes brasileiro, Marcelo, “começámos a nossa caminhada”. Começámos esta caminhada na segunda parte do jogo na Mata Real e a partir desse momento, esta equipa (sem dois dos seus melhores jogadores – Jeffrén e Izmailov) só nos soube apresentar um futebol de qualidade mas que até ao jogo contra o Guimarães inclusivé, muitos “aziados” lhe chamvam... sorte.
 
A tal “sorte” protegeu-nos até de um Famalicão de um escalão inferior, contra um Vaslui que visitou Alvalade a querer pontos, até mesmo contra os erros de arbitragem e as muitas lesões. Ou então se calhar nada disto foi sorte, foi apenas a realidade. A realidade: um Sporting tranquilo, com muita qualidade e que poderia ter resultados mais volumosos, já para não falar nos erros dos árbitros e das muitas lesões que aconteceram até à altura.
 

O verdadeiro prémio para os adeptos, jogadores e equipa técnica chegou ontem a Alvalade. Uma vitória que não deixa dúvidas por 6-1 contra o Gil Vicente, que tem sido uma das boas surpresas do campeonato. Ao contrário de outros, não foi só o resultado que foi volumoso. O Sporting realizou uma partida em cheio e finalmente conseguiu a tão merecida goleada. É de relembrar as declarações de Domingos após lhe ter sido perguntado se tinha gostado mais do resultado ou da exibição: “Gostei mais dos adeptos”. Demonstra uma confiança e uma empatia com o público como há muito não se via.

Agora pergunto: “Começámos a nossa caminhada” até onde? Até onde é possível chegar com esta equipa?
Pessoalmente penso que podemos chegar bem longe se assim continuarmos, apesar de ainda não termos tido um jogo verdadeiramente complicado. 

Nota: Seria muito injusto atribuir todo o mérito aos jogadores escolhidos nas imagens, Capel e van Wolfswinkel, porque um grande trabalho é fruto de uma grande equipa. Nessa grande equipa podemos destacar Rui Patrício, João Pereira, Insúa, Rinaudo, Elias, Matías e tantos outros que têm dado tudo por tudo pela camisola que vestem.

E vocês, o que pensam dos últimos 9 jogos – 9 vitórias?

Comentários