Equipa B, qual o modelo ideal?

Na próxima temporada, além da já existente equipa do Marítimo, Sporting, Benfica, Porto, Guimarães e Braga vão ter uma equipa B a competir na Liga Orangina, num claro objectivo de valorização do jogador português e de afastar a dependência das equipas de apostar no mercado internacional. Sendo patriota e defensor da utilização de portugueses em todos os escalões e competições, esta notícia funciona quase como uma botija de oxigénio num meio em que os interesses monetários e facilidade de compra estavam (estão) a dominar. Este modelo tem tudo para dar certo, se utilizado como deve ser.

Aqui bem perto de nós há um clube que, regra geral, todos os anos lixa a carreira a meia dúzia de jovens cheios de potencial. Chegam sempre rotulados de estrelas, custam muito dinheiro, acabam emprestados e dois anos depois esquecidos pelo futebol. Nas últimas semanas, segunda consta, contrataram sete uruguaios, um brasileiro e dois portugueses, com idades inferiores a 21 anos. Ao que tudo indica, foram contratados para a equipa B, e agora pergunto eu: qual é a vantagem de ter uma equipa B se o jogador português a as possibilidades de chegarem ao plantel principal são inexistentes? Este é, claramente, um acto que visa a não criação das equipas B.

Sou apologista de uma equipa B com jogadores de idade inferior a 23 anos, com a possibilidade de, em cada partida, poderem participar 3 jogador com mais de 23 anos. Do plantel da equipa B, 80 % teria de ser obrigatoriamente formado internamente e de nacionalidade portuguesa. E acrescento uma coisa que ainda não referi, apesar de ser muito importante: o objectivo destas equipas não é alcançar o título da segunda liga, mas dar minutos de rodagem a jovens com essa necessidade. O título poderá surgir como um recompensa, mas nunca como objectivo principal e único.

Aproveito desde já para dizer que, na minha opinião, o treinador ideal para esta equipa seria o Sá Pinto, sendo que o Oceano ficava encarregue dos juniores. Só assim por alto e sem serem necessárias grandes pesquisas, deixo-vos aqui um onze apenas com jogadores ligado já ao Sporting e que poderão fazer parte da Equipa B leonina:


Victor Golas


Cedric _ Nuno Reis _ Tiago Ilori _ Turan


Zezinho _ João Mário _ Renato Neto


Wilson Eduardo _ Balde _ Diogo Rosado

Comentários

TJ disse…
Concordo com o modelo da equipa B, só discordo que jogadores como Cedric, Nuno Reis, Renato Neto ou Wilson Eduardo, que jogam regularmente na 1ª divisão passem a integrar a equipa B, a menos que pertençam ao plantel principal e como jogam pouco possam rodar na equipa B, o que poderia acontecer a jogadores como André Martins, Arias, ou Rubio a quem seria útil uma equipa B, pelo menos em determinadas alturas da época.
fabio disse…
grande post mercado leonino,espero que continuem assim em relação ao onze concordo com praticamente tudo deixo o meu onze: Victor golas
cédric/arias-nuno reis-llori-turan

zezinho-joão mario-renato neto

wilson eduardo/rubio/Salomão
tenho uma pergunta,acham que o Salomão poderá ainda a vir a vingar no Sporting?
CL disse…
Obrigado pelos comentários ;)

@TJ

A ideia é que os jogadores vão ganhando minutos e, ao mesmo tempo, sejam opções para o plantel principa. Imagine que um fim-de-semana o Cedric não é convocado no plantel principal, podia partipar no jogo da equipa B

@Fábio

Quanto ao Salomão, é um caso enigmático. Pode passar despercebido, mas já leva 23 anos, o que pode dificultar a sua entrada na equipa B. Contudo, se fosse eu a mandar, neste momento estava no plantel principal como suplente do Capel

SL
TJ disse…
Sim dessa forma entendo perfeitamente. No seguimento do teu post, fiz um sobre o futuro do Sporting e a minha opinião sobre a equipa B e tudo mais onde defendo essa ideia.
Já agora caso estejas interessado:
http://formacaoleonina.blogspot.com/2011/12/o-futuro-do-sporting.html

SL
KYLE disse…
bom post

na gostei do oceano como treinador dos sub da seleçao, nao o queria nas camadas jovens do Sporting, mesmo o Sa Pinto fazendo boa figura nos juniores ( mais pela motivaçao do q outra coisa ), eu sou daqueles q gostava de ver licenciados ligados à metodologia do treino/tatica dentro de um nucleo estrutural nas formaçoes jovens..seria bom ver o q daria.

ha um tal de Lopes q jogava nos juniores, nao sei onde ele anda..esse eu gostava de o ver nesta equipa B

o Balde pode ter algum potencial mas desculpem me eu nao conseguir gostar do raio do rapaz, prefiro o Betinho e o Etock ( se ja estiverem no ultimo ano de junior )no ataque e vermos se se recupera o Rosado q anda meio perdido.


So uma duvida:

estes jogadores da equipa B podem jogar pela equipa A e voltar à equipa B, consoante a importancia dos jogos? ou tem alguma regra q uma vez jogando pela equipa A nao podem voltar a jogar pela B ?
CL disse…
@Kyle

Esse "Lopes" que refere é o José Lopes, mais conhecido por Zezinho

Em resposta à sua dúvida, sim, é possível alternar entre o plantel principal e a equipa B. Aliás, vão existir elementos que treinam na principal e jogam pela B, quase de certeza.

SL
Nando disse…
Caso o projecto seja bem deliniado ou seja, com cabeça, tronco e membros, prevejo que a próxima época será o arranque final da redução a curto/médio prazo do passivo e ao mesmo tempo do definitivo arranque de maior potência futobolistica no futebol português e uma das maiores da europa.~

Só de olhar para um previsivel esqueleto daquilo que poderá ser a equipa B, até assusta tamanha a qualidade com que ela será constituida. E deixo aqui um cheirinho do que poderá vir a ser.

Guarda - Redes
Vitor Goias, Luis Ribeiro e Veloso

Defesa Direito
Arias, Cedric e Esgaio

Defesa Central
Nuno Reis, Pedro Mendes, Eric Dier, Juary Soares e Illory

Defesa Esquerdo
Turan, André Marques e Rodolfo Simões

Médios
Adrien Silva, William Carvalho, Zezinho, André Martins, João Mário, João Carlos, Agostinho Cá e Renato Neto

Avançados
Amido Baldé, Wilson Eduardo, Diogo Salomão, Diogo Rosado, William Owusu, Carrillo, Rubio, Betinho, Etock e Altair Jr


Sabendo que muitos destes irão também representar a equipa principal mas, a inclusão deles na equipa B, a servir para terem ritimo competitivo.

Eu caso fosse formada a equipa B, dei um prazo até há época de 2015/16 para que o plantel principal nessa altura seja formado há volta de 80%, com produto da casa e, pelo que estou a ver, não devo ficar longe nesta previsão.


Mas vamos esperar para ver.
CL disse…
@Nando

Realmente, se bem planeado, este modelo tem tudo para dar certo.

Oxalá tenha razão, que isto represente a retoma de um grande clube que tem andado por baixo

SL
Anónimo disse…
Cédric, W. Eduardo, etc. na Liga Orangina?? lololol cabecinhas pensadoras...
fabio disse…
anónimo,
não sei se sabes mas os jogadores da equipa b podem também jogar na equipa a.