Regresso de Rinaudo e ... do bom futebol

Como o nosso histórico de posts demonstra temos andado afastados das lides tecnológicas, pelo que ainda não publicamos nenhuma crónica da partida de ontem. Não vou analisar os vários momentos do jogo nem vou fazer grandes comentários à arbitragem (se muitos dizem que fomos beneficiados, eu não concordo), pelo que “apenas” vou enaltecer a atitude guerreira (embora variável em determinadas alturas do jogo) dos nossos atletas, que ficou bem demonstrada nos festejos dos golos.

Temos de regresso, na minha opinião, o melhor e mais influente jogador do plantel. Tem qualidade, carisma e acima de tudo garra de leão, importantíssima na recuperação de uma lesão muito difícil em menos de quatro meses. Já devem ter reparado de quem falo, Rinaudo pois claro. Os índices físicos ainda não estão no ponto e ontem por vezes demorou a soltar a bola e precipitou-se em alguns momentos a atacá-la, mas em termos práticos só uma vez colocou a equipa em xeque, num atraso algo defeituoso para Rui Patrício. Este erro não foi suficiente para tapar a grande exibição do médio leonino, nota-se que com ele em campo os jogador de maior criatividade ganham mais liberdade (Matias que o diga) para por em prática toda a sua qualidade. Gostei bastante da exibição do Matias, é naquela posição e com aquela liberdade que lhe permite andar a espalhar o pânico no meio-campo adversário. Por último, à que reconhecer a grande estreia de Xandão, que apesar de ter ficado preso a um amarelo desde cedo, não se fez rogado e efectuou cortes de grande valia (num deles festejou como de um golo se tratasse), além de ter saído com a bola jogável várias vezes e ter integrado a manibra ofensiva nos lances de bola parada.

Gostei em especial destes três jogadores, mas o que mais gozo me deu foi ver o Sporting a praticar novamente bom futebol, a fazer lembrar a fase das 10 vitórias consecutivas. Sábado vamos ter um jogo importantíssimo com o Marítimo, sendo que há partida Capel, Jeffren e Rodriguez não serão opção para Domingos. Não vou já adiantar o meu onze predilecto para a partida (fica para amanhã), mas estou curioso em saber como Domingos vai montar uma equipa apenas com um extremo puro disponível (Carrillo): irá encostar Matias novamente à linha, optará por Izmailov ou teremos o losango de volta?

Comentários

Pereirinha disse…
não gosto desta nova maneira de comentar a partida.
QUINTA DEL DUQUE disse…
Adiccionado

Aquele abraço
Frederico disse…
Apesar de termos ganho acho que fizémos uma porcaria de jogo! Ainda para mais se compararmos com o jogo anterior (apesar da derrota) onde, aí sim, se viu a equipa a jogar à bola e o Matias a fazer uma boa exibição!

Estes dois jogos são a prova provada de 2 coisas:
1 - Jogar bem não é garantia de vitória;
2 - Também se ganha a jogar mal.
Anónimo disse…
Vai por aí uma confusão tremenda entre "à" e "há"!!!
Quem tem a "coragem" de escrever para milhares lerem, não pode cometer estas "infantilidades" gramaticais...
E é tão fácil caramba: é só colocar lá o verbo "haver" e ver se faz sentido. Se fizer, leva "h", se não fizer é "à"...
Bolas, é de 4º ano de escolaridade!...
Toca a pensar e a ter mais cuidado.

SL
Anónimo disse…
Minha equipa contra o Marítimo em 4-1-3-2 (para se poder jogar simultaneamente com Matías Fernández e Izmailov):

Patrício;
João Pereira, Onyewu, Xandão, Insúa;
Rinaudo;
Elias, Matías Fernández, Izmailov;
Carrillo, Wolfswinkel

DUARTE
Carreguem em gosto e sigam o nosso blogue, não se irão arrepender!
Toda a actualidade desportiva, análises de jogos, crónicas, rubrica "Guardados na Memória" e muito mais...
http://www.facebook.com/pages/O-Lado-Do-Futebol-Que-Nunca-Viram/185646038140169

Procuramos também alguém do Sporting para fazer crónicas semanais sobre a actualidade do Sporting. Se estiverem interessados em ajudar contactem-nos.