Haja Democracia


Aplaudo a iniciativa do “Dar Rumo ao Sporting”, movimento independente que visa a destituição dos orgãos sociais da Sporting SAD por acção da Assembleia Geral. Não assinei o documento por não ter as quotas em dia (só ajudei a divulgar) que, felizmente, no acto de entrega a Eduardo Barroso contava com o triplo das assinaturas necessárias. O último (e grande) entrave são os 25 mil euros necessários para cobrir os custos da Assembleia (a realizar no Pavilhão de Odivelas), valor totalmente ridículo tendo em conta que se trata de ouvir os sócios ainda para mais depois de Eduardo Barroso ter assumido que “é inevitável devolver-lhes a palavra”. Com custo, dificuldade e a tão propalada “união” (que existe em maioria contra Godinho...) o valor será reunido, os sportinguistas não são burros e  já tomaram noção de que cada dia de Godinho em um dia a menos do Sporting.

Só espero que todo o processo seja regido de forma democrática, sem afinações (esta palavra lembra-me Março de 2011) de última hora na confirmação dos votos requeridos para a Assembleia e, principalmente, que o “Lapis Verde” não ande por Alvalades nos próximos tempos. É que aquela zona junto do Campo Grande é pródiga em cargas policiais contra contestantes, controlo sobre signatários de movimentos, etc… 

Comentários

Sporting Sempre disse…
Eu não gosto do godinho, mas sou tou ouvir para ele sair, ainda não ouvi nnguem dizer que tem alguma ideia, ou algum projecto.os "notaveis" falam mal mas ideias ta quieto.
eu quero é que se xege a frente alguem. porque eleições só por eleições, vair dar o mesmo, é o dinheiro dos russos (carvalho), ou aqueles que vão ao estadio só para chamar nomes o godinho e aos jogadores, deviam era ficar em casa.
O meu Sporting disse…
Todos os cinco membros da Mesa da Assembleia Geral do Sporting não faltaram a um jogo da equipa enquanto perdeu. Mas veio o segundo jogo em Alvalade, com o Paços de Ferreira, para a Taça de Liga (estreia de Jesualdo Ferreira), e faltaram. Depois fomos a Olhão e nem sinal de vida. Sexta-feira, com o Beira-Mar, desapareceram de vez. Conclusão: o Eduardo Barroso, o Daniel Sampaio e os demais membros da Mesa só estão bem o Sporting quando pede, por que a sua perspectiva é de destruição e os seus objectivos estratégicos o de tomarem o Clube de assalto. Com o Sporting a ganhar agiram como os ratos – deram de frosques!