A ascenção de Matias.

Quando José Couceiro "pegou" na equipa, nesta fase final da época, poucos acreditariam na vertiginosa subida de rendimento de Matias Fernandez. A verdade, é que o chileno conseguiu uma regularidade exibicional, que até aí, ainda não tinha sido visível!
Além de jogar (bem) melhor, o nosso numero 14, conseguiu fazê-lo por mais tempo. 
A equipa estava realmente orfã de um organizador de jogo criativo. Jogou, e fez jogar... executou passes milimétricos, dribles, "slaloms", arrancadas e assistências para golo. Assumiu também, sem receios, a cobrança das "bolas paradas", e demonstrou bastante eficácia nas grandes penalidades. Com tudo isto, o chileno parece ter conquistado definitivamente, o respeito e admiração do público de Alvalade.
Agora, que se encontra no final da sua segunda época em terras lusas, "El crá" parece perfeitamente adaptado ao nosso clube. Ainda no último jogo, em Braga, foi dos melhores em campo.
Na ponta final da época, vimos um Matias mais confiante, mais maduro, e até parece estar mais resistente fisicamente, vencendo assim, um dos principais "handicaps" ao longo da sua carreira: a sua fraca capacidade fisíca. 
Um activo que parecia ser "transferível", passou, de repente, a ser visto como um provável titular na próxima época...
Formado no Colo-Colo, o médio internacional pelo Chile (mas nascido na Argentina), é dotado de uma excelente técnica individual, que, em 2006, lhe valeu a distinção de "melhor jogador sul-americano"! 
"Matigol", parece finalmente, preparar-se para uma próxima época em cheio! Dá, inclusivamente, a ideia de poder ser montado, um esquema de jogo, "à sua volta". Esperemos que o nosso próximo treinador, consiga tirar o máximo partido das suas potencialidades, assim como conseguiu Couceiro.
Como um dos activos mais valiosos do nosso plantel, é natural que possam surgir algumas propostas pelo atleta... Vale a pena recordar que tem 25 anos (completados no último domingo), contrato até 2013, e a cláusula de rescisão está cifrada em 25 milhões de euros!

Como se podem explicar "as duas caras" de Matias (antes, e depois de Couceiro)? Qual a importância que o número 14 poderá ter na próxima época? Devem ser ouvidas, eventuais propostas, ou o jogador é mesmo para manter?


Comentários

fábiocoentrão disse…
tem que ser para manter!! ele é craque
Miguel S. disse…
é mesmo. vamos ver que papel lhe está reservado na próxima época!
Anónimo disse…
Ele tem que que ficar. O sporting perde muita qualidade com a saida de um jogador como o Matias. E dos melhores se não o melhor jogador do sporting
Anónimo disse…
Ele e' extremamente importante na nossa equipa mas acho que se tivesse dois bons trincos fortes, bons ofensivamente e defensivamente nao so dava lhe uma ajudinha mas tambem permitia que o proprio pudesse subir mais, com mais confianca e menos preocupacao em termos defensivamente. tambem acho que temos que garantir um bom extremo talvez ate dois pois assim possa dar mais profundide ao jogo. SL