Que futuro para Carriço?

A temporada de 2011/12 não de adivinha fácil para Daniel Carriço. Com o fraco desempenho do eixo defensivo na(s) última(s) temporada(s), os responsáveis leoninos decidiram avançar para a contratação de dois defesas centrais internacionais, e de créditos firmados (Rodriguez e Onyewu). Ainda com a provável (?) permanência de Polga no plantel, o jovem defesa nascido em Cascais, terá que se bater como um leão para jogar com regularidade. 
Actualmente com 22 anos, está numa idade importantíssima para um futebolista. Precisa de jogar, para evoluír, e confirmar tudo aquilo que prometeu quando assumiu a titularidade do eixo defensivo leonino. Evolução essa que não se verificou na temporada transacta, somando erros atrás de erros, que em vários casos, custaram pontos à nossa equipa. Não quero com isto dizer que ele terá sido o único culpado... longe disso! Pois para um defesa ter um bom desempenho, tem que ser bem acompanhado pelos colegas que actuam em seu redor, e isso de facto, não se verificou.
Mas a estagnação de Carriço, foi por demais evidente, e houve jogos, em que até me deu a sensação que estaria acomodado com a titularidade.
A verdade é que nesta nova temporada, Domingos Paciência dispõe de jogadores de qualidade para o centro da defesa, e a história poderá, e deverá ser bem diferente!

É bem sabido que a época é longa, e certamente haverá lesões e castigos de Rodriguez, Onyewu e Polga... e Carriço, numa política de rotatividade do plantel, será sempre uma excelente opção.

Com contrato até 2013, e uma cláusula de rescisão de 20 milhões de euros, está na hora de mostrar do que é feito, e tentar convencer Domingos, que é um jogador à altura do nosso clube.

Existe espaço no plantel, para o jovem formado na nossa Academia? A chegada do peruano e do norte-americano, poderá ajudar Carriço a evoluír, ou pode, precisamente ter o efeito contrário? 

Comentários